Orgulhosos e preparados para 2018!

Orgulhosos e preparados para 2018!

Várias metas cumpridas, bastante suor na testa, muitos sorrisos conquistados. De certa forma, essa sentença traduz o 2017 do Lar Amor Luz e Esperança da Criança (Lalec). Podemos dizer também que foi um ano de imensa felicidade por ter ajudado mais e mais famílias e, principalmente, de enorme satisfação por ver tanta gente apoiando nosso trabalho. É esse reconhecimento, é essa energia positiva, que nos faz sempre persistir, mesmo diante dos desafios.

Encerramos 2017 com 45 crianças acolhidas, das quais 25 foram adotadas, quatro retornaram para suas famílias biológicas e uma foi reordenada para outra Instituição. Além disso, desenvolvemos ações importantes, que nos permitiram ampliar nossa arrecadação, fazer benfeitorias em nossa sede, aumentar nossa equipe e também treiná-la, de forma que pudéssemos cumprir nossa missão de dar às nossas crianças amor, atendimento individualizado e tratamento médico adequado até que sejam reintegradas a suas famílias ou adotadas.

“Antes de falar mais sobre nossas atividades no ano passado, é de fundamental importância agradecer todo mundo que nos ajudou”, afirma o diretor-presidente do Lalec, Marcelo Anjos. “Dos doadores individuais e empresas parceiras aos inúmeros voluntários que nos apoiaram ao longo de 2017, sem esquecer nossa comprometida equipe, nosso muito obrigado”, completa.

Lalec - pizzada

Equipe unida: pizzada é uma importante fonte de arrecadação

Lalec em números

Em 2017, o Lalec teve incremento de 1,2% na arrecadação em relação a 2016. Desse valor, a maior parte (44%) foi oriunda das vendas do nosso bazar. Outras fontes de receitas importantes foram as doações de pessoas físicas (17,4% do total arrecadado) e o Programa Nota Fiscal Paulista (15,5%). Vale lembrar que o projeto de reembolso ao contribuinte do governo de São Paulo mudou (saiba mais aqui) e, a partir de 2018, está muito mais burocrático, o que deve diminuir sua margem de contribuição em nossa arrecadação este ano.

“Precisamos ressaltar o apoio inestimável de alguns parceiros, caso do Projeto Pais em Ação, que fez uma doação que nos possibilitou trocar o filtro do poço artesiano do lar. O mesmo vale para o Instituto Helena Florisbal, que está fazendo uma contribuição mensal extremamente valiosa”, destaca Marcelo Anjos, acrescentando também que o Lalec conseguiu distribuir 180 cestas básicas para outras Instituições a partir das doações de alimentos recebidas.

“Os amigos do Clube Sírio também foram sensacionais: fizeram uma campanha de arrecadação de leite NAN e dinheiro em um torneio de tênis. Não podemos esquecer também do Credit Suisse, que mostrou confiança em nosso trabalho novamente ao nos selecionar para receber recursos por meio do Programa Funcionário Apresenta. Com essa verba, reformamos a cozinha e compramos equipamentos como climatizadores, esterilizadores de mamadeiras e inaladores, entre outros itens”, completa.

Como em 2016 (veja um balanço de nossas atividades aqui), a folha salarial representou nosso maior custo no ano passado. Hoje, contamos com 23 colaboradores, todos registrados em regime CLT. É importante ressaltar que, com o aumento da arrecadação, conseguimos ampliar o quadro de educadoras, passando de 12 para 13, melhorando cada vez mais o atendimento prestado às crianças.

Lalec - bazar

O bazar é a principal fonte de arrecadação do Lalec

Em paralelo, também conseguimos investir bastante na capacitação dos nossos colaboradores.  Em parceria com o Projeto Semente do Quadrado, fizemos o curso “Cuidando do Cuidador”. Realizado em agosto, ele consistiu no ensino de práticas de meditação e envolveu toda nossa equipe, incluindo o pessoal da cozinha e do administrativo.

Em abril, com apoio do Instituto Fazendo Minha História, capacitamos nossas educadoras sobre cuidados com bebês por meio de sessões de vídeo e de bate papo para tirar dúvidas. Por fim, com a Fundamenthal Cursos, realizamos um Curso de Berçarista, que terá nova edição este ano.

“Esse curso foi muito importante para quem cuida diretamente das crianças. Além disso, nossas educadoras ficaram bastante motivadas, prestigiadas e, sobretudo, felizes”, afirma a gerente Administrativa e de Atendimento ao Público, Flora Antonelini. “A partir do curso, elas tiveram a certeza do quão relevantes são para nossas crianças, pois, afinal, são elas quem oferecem cuidados maternais para elas. Delas é que vêm os banhos, as trocas de fralda, os olhares, a alimentação e, acima de tudo, o afago em cada uma das crianças”, acrescenta Flora.

O balanço de nossas atividades nos deixa muito orgulhosos. Em 2017, trabalhamos arduamente para atender bem às crianças que acolhemos. Ficamos realmente muito satisfeitos com tudo que aconteceu. Muitas das informações que passamos mostram que, sem vocês que nos apoiam, nada disso seria possível. Não temos palavras para agradecer. Obrigado, de verdade!